REFLEXOS

O reflexo se encontra nas bases da fotografia, desde sua invenção no século XIX: nos primeiros experimentos, para se produzir uma foto era necessário captar o reflexo da luz sob uma superfície. Apesar das muitas mudanças desse dispositivo até o surgimento das câmeras digitais e smartphones, a fotografia continua sendo feita de reflexos: reflexos das novas vivências e subjetividades, reflexos de uma sociedade transformada pelas tecnologias, reflexos das novas práticas artísticas e suas infinitas possibilidades. Mesmo nesse momento de crise mundial, a fotografia continua sendo uma das principais ferramentas para retratar e denunciar os reflexos da pandemia nas relações humanas.

Nessa décima edição do Prix Photo Aliança Francesa, o tema Reflexos, ilustrado por uma fotografia de Benoît Fournier, vencedor do prêmio em 2013, propõe uma reinterpretação da essência da fotografia diante das transformações do mundo contemporâneo e dos desafios atuais.

saiba mais sobre o concurso

PREMIAÇÃO

Viagem com acompanhante
para Paris
bilhetes Air France

Fim de semana
para 2 pessoas no
Santa Teresa Hotel
RJ MGallery

Prêmio
júri popular

Bolsa de um
semestre na
aliança
francesa

O JÚRI

Erika Negrel

Erika Negrel é secretária geral da Diagonal, a rede francesa de locais de exibição, prática e produção fotográfica. A partir de 2008 participou na estruturação de uma das primeiras redes de arte contemporânea na França em Marselha "Provence Art Contemporain" (ex Marselha expos) e apoia a criação contemporânea, em especial nos programas de residência de criação (Triangle France, MP2013 Capitale European Culture). Em 2017 fundou a COLLECTIVE, escritório de apoio à profissionalização e desenvolvimento de projetos de artes visuais.

Marina Alves

Marina Alves é fotógrafa e cientista social, formada pela Universidade Federal Fluminense. Especialista em Educação das Relações étnico raciais pela CEFET/RJ, foi formadora do projeto A Cor da Cultura em 2012 e coordenadora do curso de formação de professores em história da África e educação das relações étnico-raciais do Centro de Articulação das Populações Marginalizadas (CEAP) em 2013. Na área da fotografia, é fotógrafa e operadora de câmera no núcleo Agoyá de criação e produção audiovisual e professora de fotografia na COART/UERJ e no projeto Cultura de Direitos - Prefeitura de Maricá/RJ, além de componente da Comissão de Mulheres organizadora do Festival FotoRio 2018. Sua relação com a fotografia se tornou inseparável da percepção de sua dimensão política e seu poder narrativo subliminar, arma da escolha, assim como disse o fotógrafo afro-americano Gordon Parks. Hoje, considera que está concebendo um acervo de fotografias documental que tem por objetivo visibilizar as pautas dos movimentos sociais principalmente, movimento negro e de mulheres.

Eugênio Sávio

Graduado em jornalismo (UFMG), mestre em Comunicação e Cultura (UFRJ). Professor de fotografia e fotojornalismo na PUC Minas. Fotógrafo na área editorial. Desde 2004 se dedica a promover a difusão da produção fotográfica autoral brasileira, a qualificação e a atualização dos artistas que utilizam a fotografia através de ações do projeto Foto em Pauta, que promove palestras, exposições, cursos e o Festival de Fotografia de Tiradentes.

Nicolas Henry

Nicolas Henry é um fotógrafo e diretor artístico francês. Primeiro designer de iluminação e cenógrafo, depois diretor do projeto “6 milliards d'autres” de Yann Arthus-Bertrand, ele agora desenvolve seu trabalho pessoal. As suas séries produzidas em todo o mundo, os seus contos fotográficos e as suas instalações monumentais são o teatro de universos oníricos construídos por comunidades inteiras, que testemunham os seus compromissos solidários, humanistas e ambientais.

Benoit Capponi

Benoit Capponi tem 52 anos. Simultaneamente conduz atividades de formador e autor fotógrafo principalmente em torno de noções de tempo e matéria, com grande importância dada ao artesanato e à existência material da imagem, com trabalho em fotografia analógica e processos antigos. É membro do conselho editorial e fundador da revista Halogénure. Desde 2018, ele dirige a galeria e laboratório Le Studio Spiral em Grenoble e é membro do conselho de administração da Maison de l'Image.

Erika Tambke

Erika integra a equipe de coordenação do FotoRio 2020/2021 e coordena a Semana de Ocupação Visual/FotoRio desde 2019. É fotógrafa, Doutoranda em Mídia e Mediações Socioculturais na ECO/UFRJ, Mestre em Cultura Visual pela Birkbeck College, University of London e Bacharel em Geografia (UFRJ). Pesquisa sobre a fotografia popular no Rio de Janeiro, como uma forma de diversificar as narrativas da cidade. É integrante do Coletivo Favela em Foco. Nomeadora do Programa 6x6 Global Talent do World Press Photo.

João Kúlcsar

Mestre em artes pela Universidade de Kent, Inglaterra, professor visitante na Universidade de Harvard. Coordenador e professor do SENAC-SP desde 1990. Curador de exposições fotográficas: Claudia Andujar, Cristiano Mascaro, Maureen Bisilliat, Thomaz Farkas, Henri Cartier-Bresson e Elliott Erwitt, entre outras. Autor de vários livros como: Retratos Imigrantes e Herança Compartilhada. Editor do site www.alfabetizacaovisual.com.br.

PASSO A PASSO

1

Para participar, faça seu cadastro gratuito no site e envie suas fotos até 10/04/2021. Vocé deverá enviar 10 fotos.

2

A comissão organizadora selecionará as fotos que entrarão na galeria virtual do site.

3

A partir de 16/04/2021, as fotos publicadas estarão abertas para votação popular e para a votação do júri oficial.

4

As votações se encerram no dia 11/05/2021 e os resultados serão divulgados no dia 12/05/2021.